Resumo Trabalho

PROJETO DE ASSENTAMENTO DE COLUNAS DE REVESTIMENTO DE POÇOS UTILIZANDO O CRITÉRIO DA JANELA OPERACIONAL

Autor(es): BIANCA GABRIEL DE SOUZA, FELIPE BARREIROS GOMES, FELIPE REIS E SILVA, HARIEL UDI SANTANA MENDES e orientado por JOÃO PAULO LOBO DOS SANTOS e orientado por JOÃO PAULO LOBO DOS SANTOS

A elaboração do projeto de poço é uma das etapas mais importantes da perfuração. Durante essa fase, é feita a análise das geopressões e determinação das curvas de gradientes de sobrecarga, poros e fratura. A partir dessas curvas, a janela operacional é definida e várias características do poço são determinadas, como, por exemplo, profundidade de assentamento de sapatas, pesos dos fluidos de perfuração, dimensionamento dos revestimentos, escolha do BOP, custos e tempo gastos na perfuração. A importância da determinação da janela operacional deve-se ao fato de que o fluido de perfuração precisa estar limitado, superiormente, pela curva de gradiente de fratura e, inferiormente, pelas curvas de gradiente de colapso inferior e poros, pois o excesso de peso de fluido pode gerar fratura da formação e perda de circulação do poço e o baixo peso de fluido pode gerar cascalhos desmoronados. Além disso, pode-se reduzir e/ou evitar custos excessivos, perda de tempo e acidentes durante o processo. Diante disso, esse trabalho elabora um projeto de poço de petróleo com assentamento de sapatas com base na janela operacional, sendo definidos os pesos dos fluidos, diâmetros dos revestimentos e pressão do BOP.

Veja o artigo completo: PDF