Resumo Trabalho

ANÁLISE DE CRITÉRIOS DE ASSENTAMENTO DE SAPATAS DE REVESTIMENTOS E DIMENSIONAMENTO DE BOP PARA PROJETOS DE POÇOS DE PETRÓLEO

Autor(es): FELIPE REIS E SILVA, BIANCA GABRIEL DE SOUZA, RAFAELA SANTOS DE ANDRADE e orientado por HARIEL UDI SANTANA MENDES e orientado por HARIEL UDI SANTANA MENDES

Determinar as geopressões é uma das principais etapas para realização de um projeto de poços e essa etapa é de tamanha importância, porque permite estipular curvas de sobrecarga, fratura, pressão de poros e colapso. A partir dessas curvas pode-se restringir a janela operacional, cuja mesma definirá o peso específico do fluido de perfuração e o assentamento de sapatas. Esse peso específico do fluido de perfuração precisa estar entre a curva de gradiente de poros e gradiente de fratura, caso contrário, poderá acarretar problemas durante a perfuração. Com isso, é possível fazer escolha certa do BOP e estimar o tempo de perfuração. Para o assentamento das sapatas de revestimentos, relaciona-as com a localização de zonas de perda de circulação, existência de formações frágeis, existência de aquíferos além da impossibilidade de se obter um peso específico de fluido que seja menor que o gradiente de fratura e maior que o gradiente de pressão de poros. Diante disso, esse trabalho elabora dois projetos de poços, um com assentamento de sapatas com base na janela operacional e outro, utilizando o critério de tolerância ao kick, sendo definidas as profundidades de assentamentos de sapatas, pesos dos fluidos, diâmetros dos revestimentos e realizado o dimensionamento do BOP para a perfuração.

Veja o artigo completo: PDF