Resumo Trabalho

SÍNTESE DE ÉSTERES ETÍLICOS PROVENIENTE DE ÓLEO DE COCO BRUTO CATALIZADO POR LIPASE BURKHOLDERIA CEPACIA IMOBILIZADA EM AEROGEL MODIFICADO

Autor(es): CÉSAR DE ALMEIDA RODRIGUES, MILENA CHAGAS LISBOA, ÁLVARO SILVA LIMA, SILVANA MATTEDI E SILVA e orientado por CLEIDE MARA FARIA SOARES e orientado por CLEIDE MARA FARIA SOARES

A biotecnologia tem atraído bastante atenção nas reações de síntese orgânica, como a de ésteres etílicos devido a aplicação enzimas imobilizadas em suportes projetados com características promissoras, tornando o biocatalisador mais eficiente, podendo substituir os catalisadores químicos obtendo o mesmo produto com menor consumo de energia, estabilidade e permitindo a sua reutilização para aplicações sucessivas na indústria. O biodiesel é uma alternativa energética, por ser um combustível renovável e biodegradável constituído de uma mistura de ésteres etílicos, obtidos da reação de transesterificação do óleo derivado de gordura animal ou vegetal com álcool etílico. Como uma alternativa para diminuir o custo do processo, o uso de óleo sem refino vem atraído bastante atenção por conter menor concentrações de ácidos graxos livres em relação ao óleo reusado. Desta maneira o presente estudo tem como objetivo avaliar a produção de ésteres etílicos utilizando a lipase Burkholderia cepacia imobilizada em sílica aerogel (BI-Controle) e em aerogel modificado com liquido iônico (BI-LI) utilizando óleo de coco bruto como fonte de triglicerídeos, avaliar os benefícios da modificação do biocatalisador e a viabilidade do uso do óleo bruto. As reações catalisadas em regime batelada em diferentes tempos em um sistema isento de solvente na razão molar de 1:7 (óleo:álcool), posteriormente purificando e analisado em CG-MS. O melhor tempo reacional foi 144 horas utilizando o BI-LI (60% de conversão). Deste modo a produção de biodiesel por via enzimática do óleo de coco bruto demonstra um potencial promissor a ser investigado com mais afinco passível de otimização.

Veja o artigo completo: PDF