Resumo Trabalho

ANÁLISE DO MÉTODO DE RECUPERAÇÃO AVANÇADA POR DRENAGEM GRAVITACIONAL ASSISTIDA POR VAPOR EM CAMPOS ONSHORE.

Autor(es): MARIANA BARBOSA MONTEIRO DE CARVALHO, THAYSE CAMILA SOUZA DE LIMA, VICTOR CORREIA ALMEIDA, EDSON DE ANDRADE ARAÚJO e orientado por GLYDIANNE MARA DIÓGENES FERNANDES e orientado por GLYDIANNE MARA DIÓGENES FERNANDES

Os métodos de recuperação avançada são de grande importância para a indústria petrolífera, pois atuam retirando o óleo que ainda permanece no reservatório após a recuperação primária. Dentre esses métodos, encontram-se os métodos térmicos, que promovem a recuperação do óleo através da inserção de energia térmica dentro do reservatório. O aumento da temperatura faz com que o óleo tenha a sua viscosidade reduzida, melhorando assim, seu deslocamento em direção aos poços de produção. Um exemplo, é o método de drenagem gravitacional assistida por vapor (SAGD), que apresenta uma configuração com dois poços horizontais paralelos, um acima do outro e separados por certa distância, no qual o poço de cima é utilizado para injeção de vapor de forma contínua, formando uma câmara de vapor que cresce até encontrar os limites do reservatório. O aquecimento do vapor faz com que o óleo tenha sua viscosidade reduzida, permitindo que ele seja drenado para o poço produtor, sob a ação das forças gravitacionais. Esse método pode gerar um aumento no volume da produção acumulada de óleo, porém a perfuração de poços direcionais envolve elevados custos. Neste contexto, esse trabalho apresenta uma simulação das variações do método SAGD, considerando configurações com dois e três poços injetores verticais (V-SAGD-2 e V-SAGD-3), para analisar a produção acumulada associada a vazão de vapor injetado e verificar se a configuração com poços horizontais pode ser substituída por poços injetores verticais, sem prejuízos na produção e tornando o projeto menos dispendioso.

Veja o artigo completo: PDF