Resumo Trabalho

ANALISE DE RENDIMENTO DO CATALISADOR HETEROGÊNEO ÓXIDO DE ALUMÍNIO (AL2O3) NA PRODUÇÃO DE BIODIESEL DE SOJA (GLYCINE MAX)

Autor(es): RAYANNE SAMARA DE SOUSA REINALDO e orientado por LEONARDO ALCANTARA ALVES e orientado por LEONARDO ALCANTARA ALVES

Os biocombustíveis surgiram com o objetivo de diminuir a forte dependência existente sobre o petróleo pelo fato de serem menos poluentes ao meio ambiente, renováveis e terem um grande leque de matérias primas para sua produção, dentre elas a soja. O biodiesel de soja é o mais produzido no Brasil, logo, é adicionado ao diesel comum com uma porcentagem de cerca de 10%, o chamado B10. Pode ser obtido por vários procedimentos, no presente trabalho o biodiesel de óleo de soja foi obtido através de um processo de saponificação (formação de sabão), seguido da esterificação dos ácidos graxos, utilizando como catalisador o óxido de alumínio (Al2O3). Foram realizadas analises com o fim de verificar o rendimento do catalisador, em três momentos, onde o rendimento variou de 46,7 % à 63,3%. Diante desses resultados foi possível verificar o melhoramento no rendimento dos ácidos graxos a medida que o tempo de reação aumenta, além de verificar a viabilidade deste processo. Palavras-chave: Óleo, Soja, Biodiesel, Catalisador, Heterogêneo.

Veja o artigo completo: PDF