Resumo Trabalho

IMPACTO DA PRODUÇÃO DE PETRÓLEO NO ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO (IDH)

Autor(es): MARCO ANTONIO FREITAS MAGNAGO e orientado por EDUARDO SETTON SAMPAIO DA SILVEIRA e orientado por EDUARDO SETTON SAMPAIO DA SILVEIRA

Diversos são os impactos relacionados à indústria do petróleo, desde crescimento econômico, criação de empregos, classificados como bons impactos, até conflitos territoriais, problemas ambientais, tidos como impactos negativos. Torna-se extremamente difícil, mas ao mesmo tempo importante, correlacionar todos esses quesitos com a produção de petróleo daquele local, ou estado, ou país. Para poder, assim, avaliar se aquela produção trouxe mais benefícios, do que malefícios. Um desafio diário de economistas, pesquisadores, órgãos competentes é justamente obter índice como parâmetro, algum indicador social e econômico que nos indique o quão afetado foi aquele local por determinada prática, em determinado tempo. Por muito tempo se utilizou o PIB (Produto Interno Bruto) para realizar tal estudo. Porém, apenas verificava-se a dimensão econômica de desenvolvimento, deixando de lado outros fatores importantes, como saúde e educação, distribuição de renda, etc. Para isso foi criado o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), que abrange três dimensões básicas: renda, educação e saúde. O presente trabalho visa trazer dados atualizados de produção de petróleo e correlaciona-los com dados atualizados de IDH, para poder, em cima disto, tirar uma conclusão, ainda que simplória, a respeito do impacto da produção de petróleo no IDH de diversos países, podendo realizar comparações nas diversas formas que o hidrocarboneto impacta em uma região.

Veja o artigo completo: PDF