Resumo Trabalho

DESENVOLVIMENTO DE UM TENSOATIVO A BASE DE ÓLEO DE BABAÇU PARA FORMULAÇÃO DE SISTEMAS MICROEMULSIONADOS USADO PARA QUEBRA DE EMULSÕES DO TIPO ÁGUA EM ÓLEO

Autor(es): MARIA FERNANDA OLIVEIRA SANTOS, VICTÓRIA ALLES SANTANA DE JESUS e orientado por JOÃO PAULO LOBO DOS SANTOS e orientado por JOÃO PAULO LOBO DOS SANTOS

Durante o processo de produção de petróleo, a formação de emulsões desencadeia uma série de problemas que afetam desde a produção até o refino. Os principais problemas causados pela presença de água estão relacionados aos processos de corrosão, aumento os custos de bombeamento e escoamento, incrustação inorgânica nos equipamentos, entre outros. Para tentar solucionar este problema, a indústria tem despertado interesse na aplicação do sistema microemulssionados. As microemulsões são misturas com baixa tensão interfacial, grande estabilidade e com poder de solubilização de substâncias tanto aquosas como oleosas sendo factível para quebra de emulsões. Neste trabalho, foi desenvolvido um tensoativo a base de óleo de babaçu saponificado (OBS) utilizado para construção dos diagramas de fases pseudoternários para determinação da região de Winsor IV de dois sistemas microemulssionados: sistema 1 com C/T = (n-butanol/ OBS) e óleo de babaçu na fase oleosa e sistema 2 com C/T = 10 (isso-amílico/OBS) e tolueno na fase oleosa. Além disso foi selecionado o desemulsificante L19 para uma análise comparativa da eficiência na quebra da emulsão em relação aos demais sistemas. Os pontos foram aplicados a um petróleo caracterizado por BSW=24%, °API, de 23,57 e massa específica de 0,912 g/ml e observou-se leitura do volume de água separada. Como resultado do experimento, obteve-se que o sistema 2 apresentou uma maior região de Winsor IV, entretanto o ponto do sistema 1 desencadeou uma maior eficiência na quebra de emulsão de 21,68% comparado os outros.

Veja o artigo completo: PDF