Resumo Trabalho

DETECÇÃO DA FORMAÇÃO DE HIDRATOS IN SITU UTILIZANDO ESPECTROSCOPIA NO INFRAVERMELHO PRÓXIMO

Autor(es): ANDRÉ CLEMENTE DE FARIAS, RAFAEL MENGOTTI CHARIN, MARCIO NELE DE SOUZA e orientado por MARCIO NELE DE SOUZA e orientado por MARCIO NELE DE SOUZA

O aumento da produção de petróleo e gás em águas profundas e ultra profundas evidenciou a demanda de estudos relativos à formação de hidratos, visto que os elevados gradientes térmicos e diferenciais de pressão encontrados nos processos de perfuração e produção em tais ambientes são propícios à formação destes compostos, geralmente em situações de escoamento multifásico. Sendo assim, o presente trabalho teve por objetivo avaliar o processo de formação do hidrato de THF, in-situ, utilizando a espectroscopia no infravermelho próximo. Os resultados apontaram para a eficácia da detecção da formação do hidrato através da variação da linha de base e do desvio dos picos de combinação da ligação O-H durante a formação do sólido. Futuros desenvolvimentos podem ser implementados para monitoramento de hidratos em linhas de produção.

Veja o artigo completo: PDF