Resumo Trabalho

CÁLCULO DE COMPOSIÇÃO DE FUNDO NA PERFURAÇÃO DE UM POÇO PETROLÍFERO DO CAMPO DE TIGRE - BACIA SERGIPE-ALAGOAS

Autor(es): CARLOS VICTOR MARQUES DE ARAUJO FARIAS, PEDRO PAULO OMENA PONTES DE MIRANDA, GABRIEL FELIPE BRITO DE MELO, KARLOS MANOEL VIANA GOMES e orientado por MARCOS ANTÔNIO COSTA JÚNIOR e orientado por MARCOS ANTÔNIO COSTA JÚNIOR

O projeto de perfuração de um poço petrolífero é constituído de diversas etapas, sendo uma das mais importantes a definição das fases do mesmo, ou seja, as profundidades em que as sapatas dos revestimentos serão assentadas e cimentadas. Os dados de uma janela operacional, são provenientes de ensaios sísmicos, informações de poços adjacentes e correlações elaboradas. A análise desta é uma etapa bastante significativa nessa fase do projeto, tendo em vista que a mesma contém as informações necessárias para que se efetue a perfuração de modo seguro, bem como indícios a respeito da localização das jazidas de hidrocarbonetos mais significativas. Posteriormente, tem-se a escolha de outros aspectos técnicos, como o tipo de broca, a composição do bottom hole assembly (BHA) e tipos de revestimentos para as respectivas zonas a serem completadas. O estudo baseia-se no Campo de Tigre, localizado na Bacia de Sergipe-Alagoas, e visa à montagem de um BHA que se adeque bem ao campo em questão, e dos demais aspectos técnicos relacionados à atividade, levando em consideração a litografia do mesmo, sendo possível definir, inclusive, o tipo de broca a ser utilizada na perfuração do poço.

Veja o artigo completo: PDF