Resumo Trabalho

OBTENÇÃO DE ACETINAS A PARTIR DA GLICERINA UTILIZANDO LÍQUIDOS IÔNICOS PRÓTICOS COMO CATALISADORES

Autor(es): VANESSA MOTA PORTELA, AMANDA LETICIA TOLEDO MARIN e orientado por MIGUEL ANGEL IGLESIAS DURO e orientado por MIGUEL ANGEL IGLESIAS DURO

Com o desenvolvimento da indústria de biodiesel, existe a possibilidade de utilizar a glicerina, o subproduto de sua produção, evitando os altos custos de armazenamento. As acetinas são os derivados importantes da glicerina que tem muitas aplicações industriais. As técnicas convencionais para a produção desses compostos utilizam como catalisadores, ácidos minerais que prejudicam os equipamentos do processo, provocando corrosão. A metologia utilizada neste trabalho consistiu em aplicar os Líquidos Iônicos Próticos (LIPs) agrupados por acidez/basicidade como catalisadores na reação de esterificação da glicerina, na temperatura de 80 ºC, e os reagentes na estequiometria glicerina/ ácido acético (1:8). Em seguida, na verificação da influência da temperatura na atividade catalítica, com sua variação em ± 20ºC. Os LIP´s utilizados como catalisadores foram: 2- HEACi, 2- HDEACi, 2- HEABu, 2- HEAF, 2- HEAFt e 2- HEAPr. Os resultados mostraram uma tendência no aumento do desempenho catalítico quando se aumenta o pH para a categoria dos LIPs básicos e que o LIP ácido que apresentou acidez moderada pH = 5,34 teve uma conversão satisfatória (81,8%) quando comparada ao catalisador convencional H2SO4 ( 92,4%). Variando – se a temperatura verificou-se que seu aumento promove o aumento do desempenho catalítico. Foi comprovada a síntese de acetinas através da espectroscopia de (1H) RMN. Concluíu-se que o uso dos líquidos iônicos próticos como catalisadores aumentam o desempenho da produção de acetinas e apresentam uma alternativa para destino da glicerina.

Veja o artigo completo: PDF