Resumo Trabalho

AS CAUSAS DE INSUCESSO DO POÇO NAYOME-1, NO PRÉ-SAL DABACIA MARÍTIMA DO KWANZA.

Autor(es): AGUINALDO TAVARES COELHO, MICAS AZARIAS GOTINE, FABIO JOSE ESPER e orientado por FABIO JOSE ESPER e orientado por FABIO JOSE ESPER

A bacia do Kwanza tem sido alvo de novos estudos devido à nova temática de pesquisa do pré-sal, após confirmada a prosperidade desta unidade estratigráfica no continente Sul Americano (Brasil), tornando-se assim um dos grandes desafios da indústria petrolífera Angolana. Este trabalho teve como objetivo analisar qualitativa e quantitativamente o potencial do sistema petrolífero no Pré-sal da bacia marítima do Kwanza na área Rosa, e quais foram as causas de insucesso do poço Nayome-1, usando para isso dados geológicos e geofísicos (ex. diagrafias de poços vizinhos, dados sísmicos em profundidade e etc...), inseridos nos softwares da Landmark (Seiswork, Power View e Decision Space), numa área de 697 km2. Baseando-se nos dados dos poços vizinhos e nas informações análogas disponíveis, foi feita a análise qualitativa de risco obtendo-se uma hipótese de sucesso 20%. Confiante da existência de reservatório com estrutura contendo hidrocarbonetos estimou-se o volume de óleo existente na mesma que varia de ~100 á 370mmbo (recurso), com possibilidade de extração de ~20 á 150 mmbo (reservas). Tendo em conta o resultado da hipótese de sucesso e do volume de óleo existente na estrutura conclui-se que a mesma apresenta um bom potencial petrolífero, na qual propôs-se a perfuração de um poço. Os resultados da perfuração demonstraram que o sistema petrolífero funcionou, mas que a quantidade de hidrocarbonetos não foi suficiente para ser considerado economicamente viável, devido aos altos custos relacionados com o processo de desenvolvimento de campos e de operações de prospectos dopré-sal (muitos profundos e requerem novas tecnologias)

Veja o artigo completo: PDF