Resumo Trabalho

DESCOMISSIONAMENTO DE DUTOS SUBMARINOS: MAPEAMENTO DE PROCESSOS PARA A OPÇÃO DE ABANDONO IN SITU

Autor(es): LUISA NOGUEIRA DE AZEREDO COUTINHO SOARES, ILSON PARANHOS PASQUALINO, RAFAELA DE ANDRADE RAMOS, MARCELO IGOR LOURENÇO e orientado por ILSON PARANHOS PASQUALINO e orientado por ILSON PARANHOS PASQUALINO

O descomissionamento consiste na desativação e consequente desmobilização das estruturas offshore pertencentes à etapa de produção de um campo de petróleo, quando este atingir o final de sua vida útil. Existem diversos métodos de descomissionamento de dutos submarinos, baseados em duas vertentes – remoção e abandono. A necessidade do desenvolvimento de estudos especificamente voltados para o descomissionamento de dutos submarinos é percebida na escassez de dados e informações disponíveis na literatura. Através do mapeamento de processos, é possível enxergar todas as atividades pertinentes à um método de descomissionamento em sua sequência de acontecimentos e assim, perceber onde podem ocorrer problemas e prever/propor soluções e melhorias. A fim de desenvolver o mapeamento dos processos relacionados à opção de abandono in-situ, utilizou-se a ferramenta Bizagi. Analisando-se os processos pertinentes à opção de abandono in-situ, verifica-se que não há muita complexidade pois se trata de um método que não tem muitas operações envolvidas por consistir simplesmente no abandono da estrutura no leito marinho. A maior incerteza está associada à garantia de que a estrutura abandonada não irá oferecer impactos em potencial ao ambiente marinho e a atividades marítimas a longo prazo.

Veja o artigo completo: PDF