Resumo Trabalho

SIMULAÇÃO DA POROSIDADE E PERMEABILIDADE EM UM RESERVATÓRIO DE PETRÓLEO UTILIZANDO PEDRA PÚMICE

Autor(es): RAYSSA DA COSTA CABRAL e orientado por JACEGUAI SOARES DA SILVA e orientado por JACEGUAI SOARES DA SILVA

O petróleo é resultado da decomposição de matéria orgânica acumulada no fundo dos oceanos, sob altas pressões e temperaturas. É formado em rochas geradoras com granulometria fina, podendo ser folhelhos, siltitos, entre outros tipos. Após ser formado, o petróleo migra para a rocha reservatório que apresenta porosidade e permeabilidade adequadas para a acumulação e produção de hidrocarbonetos. A porosidade em uma rocha reservatório é representada por espaços vazios no interior da rocha que dependem da forma, arranjo, tamanho dos grãos e grau de cimentação da rocha, enquanto a permeabilidade é a capacidade da rocha de transmitir fluido, dependendo principalmente da quantidade, geometria e a interconectividade dos poros. O objetivo desse trabalho é utilizar uma matriz rochosa porosa e analisar sua a capacidade de acumulação de óleo, permitindo um valor aproximado da porosidade da rocha utilizada para simular um reservatório, afim de obter parâmetros ideais que possam otimizar o processo de produção do petróleo e qualificar a Engenharia de Reservatório. O métodos utilizado para a obtenção da porosidade foi a medição da área dos poros através do software imajejque por sua vez realiza o tratamento da imagem através de uma binarização que consiste na conversão de uma imagem com níveis de cinza para uma imagem com representação binária, resultando na obtenção das medidas dos poros da rocha em PDF, para o cálculo das demais características. Os dados demonstraram que a matriz rochosa simulada como reservatório nesse estudo apresentou grande acúmulo de hidrocarbonetos.

Veja o artigo completo: PDF