Resumo Trabalho

APRENDER A CONVIVER: A ESCOLA ROMPENDO OS LIMITES DA HISTÓRIA CONTRA AS EXPRESSÕES RACISTAS

ANA MARIA CARNEIRO ALMEIDA DINIZ, FLÁVIA MEIRA DOS SANTOS, IZAÍAS SERAFIM DE LIMA NETO, MAYRLA FERREIRA DA SILVA, RAMIRES VIEIRA GOMES, TIAGO SOARES VIEIRA e orientado por ELIENE ALVES FERNANDES e orientado por ELIENE ALVES FERNANDES

A segregação e o preconceito raciais ainda estão bastante presentes na sociedade brasileira e, apesar da implementação de leis que visam coibir ou promover a conscientização acerca do racismo, ainda é possível verificar diversas situações que comprovam a existência e a persistência do racismo no Brasil. O presente artigo trata-se de um relato de experiências vivenciadas através do projeto de intervenção pedagógica “Aprender a conviver: a escola rompendo os limites da história contra as expressões racistas” desenvolvido nas aulas de Língua Portuguesa da escola Obdúlia Dantas. O projeto teve como objetivo compreender a diversidade racial e desenvolver atividades que estimulem a reflexão de forma a contribuir para conscientização dos alunos acerca de expressões cotidianas que constituem práticas racistas e de que estas, além de ferir princípios éticos e morais, também são consideradas crime previsto em lei. O presente texto, além das reflexões propostas por teóricos e estudiosos entre eles Fanon (2008) e Bhabha (1998) que tratam da construção histórica da diferença e do preconceito racial, bem como suas manifestações na atualidade, também expõe os decretos de leis constitucionais e educacionais envolvendo questões raciais. Além da abordagem crítica acerca do tema, o trabalho também mostra o êxito da articulação entre esse tema de relevância social e os conteúdos programáticos da disciplina como recomenta os Parâmetros Curriculares de Língua Portuguesa. A experiência também contempla a presença da transversalidade para o ensino das mais variadas disciplinas, acrescentando-se a esta a interdisciplinaridade através do tratamento da abordagem de conteúdos referentes à disciplina de História, de Sociologia e de Filosofia.

Veja o artigo completo: PDF