Resumo Trabalho

O PIBID E AS ESTRATÉGIAS DE PRODUÇÃO TEXTUAL: UM RELATO DA EXPERIÊNCIA DE PRODUÇÃO DE UM LIVRO EM LÍNGUA INGLESA COM ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL.

JOANA PAULA COSTA CARDOSO E ANDRADE, LUAN DA SILVA SOARES, JAQUECILENE ALVES DA SILVA, LEÔNIDAS JOSÉ DA SILVA JUNIOR

A experiência relatada neste trabalho foi desenvolvida pela equipe do PIBID – Subprojeto de Língua Inglesa do Centro de Humanidades da Universidade Estadual da Paraíba numa escola pública em Guarabira-PB nas turmas de Ensino Fundamental. A proposta de trabalho surgiu a partir da tentativa de tornar a aula de língua inglesa mais interessante para que os alunos se sentissem mais motivados para estudar, para aprender para produzir textos em língua inglesa. Com este objetivo e buscando elevar a autoestima dos educandos no sentido de revelar a capacidade que cada um possui de aprender uma nova língua, foi elaborada a proposta de trabalho com a leitura da obra Cinderella e posterior atividade de produção de um novo texto em língua inglesa a partir do uso de estratégias de tradução. O passo seguinte, foi a escolha dos personagens. Cada aluno deveria representar um dos personagens da obra, com figurino específico, para a composição do livro a partir de material fotográfico. A próxima atividade foi uma sessão fotográfica produzida na escola. Com o preparo coletivo dos figurinos, do cenário e todo o material necessário para realização das fotografias que compõem a obra Cinderella. Para encerrar as atividades do projeto, foi elaborada uma manhã de autógrafos, realizada na quadra da escola, com a presença dos pais das crianças, demais professores da instituição. No tocante aos resultados obtidos, o novo livro de Cinderella tornou-se um material interessante que não somente os alunos do projeto, como também alunos de outras turmas podem ter acesso, como também outros professores podem desenvolver atividades. E dessa forma foi possível contribuir com o enriquecimento do acervo bibliográfico da escola. Com relação a construção de uma autoimagem positiva, conseguimos, realmente, desenvolver atividades que elevaram a autoestima dos alunos, que se perceberam capazes de ler em inglês, de escrever em inglês, de se perceberem na condição de alguém que escreve um livro.

Veja o artigo completo: PDF