Resumo Trabalho

A CONTRIBUIÇÃO DO PIBID NA FORMAÇÃO INICIAL DO DOCENTE: REFLEXÕES E EXPERIÊNCIAS NA PARCERIA ENTRE EDUCAÇÃO BÁSICA E SUPERIOR

RAFAELE DOS SANTOS BATISTA FLÔR, CLEBER DA SILVA TORRES, MARIA FERNANDA ARAUJO SILVA, MARIA JOSÉ DA SILVA PONTES, HADASSA RODRIGUES DE ALMEIDA, ANTONIO NÓBREGA DE SOUSA e orientado por LIGIA MARIA FREITAS SAMPAIO e orientado por LIGIA MARIA FREITAS SAMPAIO

Pesquisa mostra queda no interesse por cursos de licenciatura. Como podemos observar essa queda de interesse pelos cursos de Licenciatura acredito que seja por diversos fatores, como por exemplo: o crescente aumento da violência na educação, o magistério mal remunerado, alunos desinteressados, professores ficam desmotivados e muitas vezes, abandonam a profissão, ou ainda, os discentes não conseguem acompanhar e compreender bem a proposta do curso. Diversos são os fatores que dificultam a arte de ensinar. Desde então, vem ocorrendo discussões sobre o papel dos professores de química nas escolas e os obstáculos encontrados no sistema ensino-aprendizagem. Dentro dessa perspectiva de formação qualificada de professores, o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência/PIBID vem com uma grande contribuição para que os discentes possam vivenciar a realidade dentro da sala de aula. O PIBID foi instituído a partir da Portaria Normativa nº 38, de 12 de dezembro de 2007, com o intuito de fomentar a iniciação à docência de estudantes de licenciatura plena das instituições de educação superior, para atuarem na educação básica pública. O presente artigo tem como objetivo apresentar reflexões e experiências das práticas de acadêmicos ao participarem do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência – PIBID – os conhecimentos adquiridos durante essa atuação e, o quão significativo esse programa se torna na formação inicial do professor de Química. A partir desse relato, é possível concluir, que programa consegue atingir mais um dos seus objetivos. O contato com o ambiente escolar foi de extrema importância para que os pibidianos pudessem perceber antes da atuação profissional a realidade dentro da sala de aula, contribuindo assim, para a formação inicial por meio da prática e contato com os alunos.

Veja o artigo completo: PDF