Resumo Trabalho

HOMOFOBIA NAS ESCOLAS DE ZONA RURAL E URBANA:EXPERINCIAS DE JOVENS ASSUMIDAMENTE GAYS

Autor(es): JOS KASIO BARBOSA DA SILVA, MARCOS ANDRADE ALVES DOS SANTOS e orientado por DANIELE GRUSKA BENEVIDES PRATA e orientado por DANIELE GRUSKA BENEVIDES PRATA

A homofobia se manifesta em toda parte nas estruturas da escola, desde as mais sutis formas de violncia, quase no perceptveis, s formas mais impetuosas. Independente do espao urbano ou rural, os preconceitos, explcitos ou velados ocorrem nos mais diversos espaos, e, notadamente na escola, toma propores imensurveis, principalmente pelo fato da escola ser um espao de disseminao e fortalecimento de ideologias. A homofobia possui carter ostensivo e a questo que se insurge tentar compreender como acontecem as agresses, como elas se sustentam e como a produo do preconceito se perpetua em um grupo social. Este trabalho objetiva identificar a construo de homofobias em contextos escolares distintos, para tanto investigamos uma escola localizada no meio urbano e uma segunda no meio rural, pretendemos tambm analisar se e quais as medidas que ambas as escolas tomam para o enfrentamento da homofobia. Utilizamos a pesquisa bibliogrfica para o conhecimento do que a literatura apresenta sobre o fenmeno investigado, realizamos uma pesquisa de campo qualitativa, e construmos um estudo de caso atravs de entrevistas semi-estruturadas. Os entrevistados apontam que o preconceito contra homossexuais assumidos mais forte e violento nas escolas de zona rural que frequentaram. Enquanto isso, os sujeitos apresentam que na escola de zona urbana, existe uma maior facilidade de experimentarem suas identidades e suas sexualidades. As trajetrias escolares dos sujeitos desta pesquisa possuem muitas caractersticas em comum quando relacionadas s experincias de preconceito, discriminao ou injria nas escolas que frequentaram (na zona rural e urbana). Esta pesquisa, em contextos escolares distintos, em escolas de zona rural e urbana, identifica a construo da homofobia, por meio dos relatos proferidos pelos entrevistados que trazem ao discurso ferramentas de excluso, permisso do preconceito, disciplinarizao dos corpos, invisibilizao que estes sujeitos homossexuais so obrigados a passar dentro do mbito escolar.

Veja o artigo completo: PDF