Resumo Trabalho

EU COMECEI A SER VISTA NA ESCOLA ASSIM: A PROFESSORA FEITICEIRA, MACUMBEIRA, A PROFESSORA QUE TRABALHAVA COM VIADAGEM [...]: ETNIAS E GNEROS EM DISCURSO

Autor(es): RONIEL SANTOS FIGUEIREDO e orientado por MARCOS LOPES DE SOUZA

As discusses sobre as diferenas so consideradas formas de enfrentamentos na sociedade contempornea em que muitas foras se unem buscando o silenciamento dessas marcas. Assim, o presente trabalho se debrua sobre situaes de enfrentamentos, recuos e movimentos realizados por uma professora da rede estadual de educao da Bahia que discute cultura afro-brasileira, diversidade de gnero e sexual em sua prtica pedaggica. Esse trabalho tem por objetivo analisar os discursos sobre etnicidade, gnero e sexualidade que emergem do trabalho desenvolvido por essa professora com as questes das diferenas em uma escola perifrica. Trata-se de uma investigao qualitativa que se detm s sensaes, movimentos e subjetividades envolvidas nesse processo. Para a produo dos dados foram utilizadas duas formas de entrevistas: narrativa para a professora participante e semiestruturada para a diretora e porteiro da instituio. As observaes e vivncias do primeiro autor tambm no campo tambm constituem aspectos importantes na anlise. Esse estudo investe em uma abordagem ps-crtica que amplia as categorias de anlises, enquanto na teoria crtica o foco de anlise classe social, na ps-crtica outros marcadores so discutidos como nacionalidade, regionalismo, gnero, sexualidade, etnia, gerao, entre outros. Os discursos so analisados segundo a perspectiva foucaultiana. As discusses apresentam os movimentos de investidas e recuos dessa professora e a forma que a comunidade a percebe no que tange s suas discusses sobre aspectos da diferena. evidente tambm os processos discriminatrios que ela sofre por discutir essas questes e, sobretudo, por fazer parte de uma religio de matriz africana.

Veja o artigo completo: PDF