Resumo Trabalho

EDUCAO SEXUAL NA ESCOLA: SENTIDOS SUBJETIVOS DO SUJEITO QUE APRENDE (CASO JOAQUIM)

Autor(es): PEDRO RAIMUNDO MATHIAS DE MIRANDA e orientado por JOS MOYSS ALVES

A sexualidade uma dimenso humana complexa, que engloba os componentes biolgico, psicolgico e social e est intimamente relacionada com a histria de vida de cada pessoa e sua cultura. O objetivo deste estudo foi compreender como estudantes do Ensino Mdio, de uma escola pblica de Rio Branco, Acre, subjetivam questes relacionadas sexualidade, ao participarem de prticas educativas dialgico-problematizadoras em sala de aula, com base em uma abordagem emancipatria de educao sexual. Encontros semanais foram realizados com os sujeitos participantes da pesquisa, para discutir assuntos relacionados sexualidade, utilizando slides, vdeos, jogos e dinmicas de grupo como recursos didticos. A produo de dados ocorreu por meio de conversaes em grupo e individuais, preenchimento de complemento de frases e registros individuais pelos prprios sujeitos. Analisamos as informaes com base nos princpios da Epistemologia Qualitativa, construindo indicadores de sentidos subjetivos e hipteses visando produzir um modelo terico sobre os sentidos subjetivos relativos s questes da sexualidade abordadas, pelos sujeitos que aprendem. O presente estudo apresenta o caso de um dos participantes da pesquisa. Antes das atividades, as expresses do participante indicam que o mesmo subjetivou do contexto familiar e das conversas com os amigos, normas e valores sobre como homens e mulheres devem expressar a sexualidade (ato sexual). Aps as atividades, passou a conceber a sexualidade como algo complexo, nico em cada ser. O sexo deixou de ser sinnimo exclusivo de sexualidade, entre outros.

Veja o artigo completo: PDF