Resumo Trabalho

OS CONTRADISCURSOS ELABORADOS PELAS COMUNIDADES NEGRAS NA LUTA PELA VALORIZAO ESTTICA DE SUAS MULHERES DE 1930 A 1948.

Autor(es): JOYCE GONALVES RESTIER DA COSTA SOUZA

O incio do sculo XX foi um momento importante na disseminao dos ideais eugnicos no Brasil. Intelectuais eugenistas participavam diretamente da formulao de um projeto de nao que levaria o Brasil ao progresso to almejado. Um dos focos das polticas pblicas propostas se referia questo da raa transformando assim as comunidades negras em seu pblico alvo. Estas por meio de seus jornais mantinham a comunicao com seus pares na tentativa de aparelhar a emancipao e a integrao social principalmente com o incentivo educao formal. Assim como a classe intelectual eugenista, as comunidades negras neste perodo estruturaram sua representao em torno da esttica e da apresentao de suas mulheres. Estas seriam responsveis pela disseminao dos predicados da comunidade. No entanto, a grande imprensa mantinha em suas publicaes apenas referenciais femininos brancos o que refletia seu anseio de branqueamento e valorizao da esttica feminina branca. O presente artigo parte da discusso desenvolvida na dissertao de mestrado e aborda as reelaboraes discursivas das comunidades negras recorrendo s imagens das vencedoras dos concursos de beleza negra em 1930 e em 1948.

Veja o artigo completo: PDF