Resumo Trabalho

A ESCOLA, OS (AS) JOVENS LGBTS E OS AMPAROS SOLIDRIOS DAS TRIBOS: OLHARES POSSVEIS A PARTIR DA PERSPECTIVA SOCIOLGICA DE MAFFESOLI.

Autor(es): EDNALDO ANDRADE BARROS, HUGO MONTEIRO FERREIRA e orientado por HUGO MONTEIRO FERREIRA e orientado por HUGO MONTEIRO FERREIRA

Este estudo investiga as relaes dos (das) jovens LGBT no espao escolar e a busca por tribos na tentativa se sentirem aceitos (as) e fortalecidos (as) na manuteno de seus traos identitrios. Tal estudo se baseia na perspectiva sociolgica de Maffesoli. O objetivo principal deste estudo : Compreender a dinmica da solidariedade das tribos no amparo aos que so rejeitados por serem diferentes. E como objetivos especficos, apresentamos os seguintes: 1)- Analisar os discursos dos (as) jovens LGBTs que tiveram nas tribos a solidariedade que precisavam nos momentos de fragilidades; -2) Investigar como essas tribos surgem e so organizadas no espao escolar a partir do local de fala de quem as integra e 3 )-refletir sobre como os profissionais da educao entendem essas tribos na escola. A pesquisa realizada de carter qualitativo. Utilizamos como principal instrumento de coleta de dados um questionrio com questes abertas e fechadas. Como principais resultados, encontramos destacamos a informao que a busca por grupos ou tribos acontece numa tentativa clara e consciente dos (das) jovens de se manterem na escola e garantir tambm maior participao nas decises da escola no que dize respeito a questes que envolvam todos os estudantes. O estudo tambm nos permite concluir que os (as) jovens se sentiram mais seguros na escola e fora dela e muitos desses grupos so extensivos nas relaes sociais para alm dos muros da escola e que em alguns casos houve adeso a outros grupos de estudos acerca das diversidades sexuais que lutam pelo direito educao de todos (as).

Veja o artigo completo: PDF