Resumo Trabalho

FORMAO DE PROFESSORES/AS E EDUCAO PARA A SEXUALIDADE: QUESTES PERTINENTES DOCNCIA

Autor(es): REGINALDO PEIXOTO, MRCIO DE OLIVEIRA, ELIANE ROSE MAIO

O presente trabalho tem o objetivo de discutir a influncia de algumas agncias internacionais nas proposies de polticas pblicas e Reformas Educacionais no Brasil e, dentre elas, a formao de professores/as, tendo como pressuposto compreender melhor a multicultura e formar sujeitos mais democrticos, participativos e mais respeitosos. Assim, a incluso da diversidade cultural nos espaos escolares passa a ser tratada tambm no campo da formao docente, uma vez que, para educar preciso valorizar e compreender essa nova demanda: culturas, religies, sexualidades, etc. Para isso, por meio de uma pesquisa bibliogrfica, apresentamos algumas consideraes sobre as dcadas de 1980 e 1990 como essenciais para a democratizao da educao brasileira, assim como para a criao de vrias legislaes que vo subsidiar as aes polticas, no sentido de reformar a educao, compreender a diversidade cultural e respeitar as diversas identidades/sexualidade. No tocante formao de professores, discutimos a necessidade da formao inicial, a qual apresentamos como insuficientes para a compreenso de todas as demandas escolares, necessitando de complementao, a qual pode ser realizada tanto por meio de cursos, como por meio de outras metodologias, conforme indicam as diretrizes nacionais. Pensando na necessidade de formao, delimitamos como tema das ltimas discusses a educao para a sexualidade, visto que de acordo com a literatura, pertinente ao currculo escolar, mas muitos/as professores/as no conhecem, ou trabalham apenas sob uma concepo de biologia/gentica. Por fim, indicamos a escola como lcus de aprendizagem, de compreenso das diversidades e de espao de respeito, uma vez que democrtica e para todos.

Veja o artigo completo: PDF