Resumo Trabalho

DO RECONHECIMENTO DA DESIGUALDADE AO EMPODERAMENTO: A LUTA PELA CONSTRUO DE UMA NOVA HISTRIA DAS MULHERES CAMPONESAS ORGANIZADAS NO MUNICPIO DE MUTUPE- BA.

Autor(es): CHEIRLA DOS SANTOS SOUZA e orientado por ANA CRISTINA NASCIMENTO GIVIGI. e orientado por ANA CRISTINA NASCIMENTO GIVIGI.

O presente trabalho faz parte de um estudo em desenvolvimento que tem como foco a participao de mulheres camponesas organizadas a partir do associativismo comunitrio da comunidade de Duas Barras do Fjo municpio de Mutupe/BA. Com esse estudo pretendemos analisar como a insero das mulheres nos espaos organizativos e produtivos tem influenciado no desenvolvimento rural, no crescimento pessoal, social e poltico dessas mulheres. Historicamente o lugar socialmente construdo para as mulheres foi o lar, o trabalho domstico, o cuidado com os filhos. Infelizmente nos dias atuais, mesmo diante de um processo de debates e lutas, milhares de mulheres tm que conviver com as desigualdades de gnero e consequentemente com a violncia produzida por ela. Com um panorama no diferente, s vezes ainda mais agressivo, as mulheres camponesas convivem diariamente com o peso de uma cultura machista, sexista e patriarcal. Acredita-se que a organizao e participao dessas mulheres proporciona a construo de um empoderamento individual e coletiva com significativas repercusses sociais. Os dados foram obtidos a partir de uma abordagem qualitativa, baseada no registro da histria de vida de trs mulheres camponesas que participaram das aes desenvolvidas pela associao. Os resultados obtidos so indicativos de que as mulheres camponesas que esto organizadas em grupos produtivos (associao) se empoderaram, principalmente no nvel do empoderamento individual, mas, tambm, no nvel coletivo e organizacional.

Veja o artigo completo: PDF