Resumo Trabalho

CONSTRUINDO IDENTIDADES DE GNERO RAA E SEXUALIDADE NO TERREIRO

Autor(es): THIFFANY LIMA DA SILVA e orientado por CLAUDIA PONS CARDOSO e orientado por CLAUDIA PONS CARDOSO

Neste relato apresento minha experincia com as linguagens de ensino dos Terreiros de Candombl, espao de socializao de conhecimentos e de prticas pedaggicas forjadas no dilogo com a sabedoria ancestral e a realidade da comunidade, local de construo de identidades racial, sexual, de gnero e religiosa. Linguagens de ensino aqui entendidas como do conjunto de oficinas ofertado pelo terreiro So Jorge da Gomeia, so aes voltadas afirmao de todo legado histrico e cultural afro brasileiro atravs de vrias oficinas e cursos oferecido pelo Terreiro , valorizando a diversidade e a alteridade existentes em nossa sociedade. Exploro a partir de minha prpria trajetria como mulher negra transexual candomblecista como minhas identidades foram processualmente construdas no processo de socializao com a vivncia nos terreiros de candombl, em especial, o terreiro So Jorge da Gomeia. Acreditar nas foras dos ancestrais sempre foi uma virtude, acreditar no cosmo que, em minha vida, eu denomino de ax, a energia vital, a fora que sustenta cada ser na terra, sempre foi garantia slida de existncia sequestrada pelo racismo e pela heteronormatividade. Minha ida ao Terreiro So Jorge da Gomeia me proporcionou um leque de conhecimentos e de aprendizagens que me constituram. Esse Terreiro foi minha primeira escola de incluso social e de educao, atravs das oficinas socioeducativas ali frequentadas, constru, inicialmente, meu empoderando racial, a legitimao da minha sexualidade e, por fim, minha auto valorizao pessoal. Foi nesse perodo que compreendi quem sou a partir de semelhanas e diferenas com o outro, isso me deu autonomia para perceber que ser diferente era normal, da pude confirmar minha identidade tnico-racial e a construo e confirmao da minha identidade sexual a partir da relao eu e o outro. Desta maneira, parto do meu local de fala com bastante propriedade, para apresentar como as vivncias que tive dentro do terreiro se constituram em processos formativos educacionais. E ressaltar que todas estas contribuies que se apresentam como caminhos norteadores de aquisio cultural para a afirmao de um grande legado cultural afro-brasileiro valorizando as identidades tnico racial e gnero , pois falar destas atividades scio educativas no seria falar de meros cursos voltados para o desenvolvimento da rea artstica, mas, sim, linguagens scio educativas, que legitimam toda construo indenitria sociocultural, uma vez que toda esta produo afirma uma tica da coexistncia negro-africana na busca tambm da valorizao da mltiplas identidades investindo em uma educao pluricultural no Brasil ,por isso saliento a grande importncia das oficinas do terreiro para minha construo enquanto mulher negra trans, pois a partir do momento em que fui me percebendo na sociedade, como negra e do candombl, fui me encontrando e compreendi a diferena entre orientao sexual e identidade de gnero, vi o quanto foi importante fazer as oficinas do Terreiro para que de maneira gradativa reconhecesse minhas identidades, mesmo que o aprendizado final ocorresse fora do terreiro

Veja o artigo completo: PDF