Resumo Trabalho

A EXPERINCIA DE CO-CONSTRUO E DESENVOLVIMENTO DO LABTRANS NO CENTRO DE CINCIAS DA SADE DA UFRB

Autor(es): MARCUS VINICIUS SILVA SANTIAGO SILVA, FRAN DEMTRIO SILVA SANTOS e orientado por FRAN DEMTRIO SILVA SANTOS e orientado por FRAN DEMTRIO SILVA SANTOS

Este artigo objetiva relatar a experincia de co-construo dos trabalhos desenvolvidos e as vivncias discentes no (co)Laboratrio humano de estudos, pesquisa e extenso transdisciplinares em integralidade do cuidado em sade e nutrio, gneros e sexualidade LABTRANS, na UFRB, o qual faz parte do Diretrio de Grupos de Pesquisa do CNPq. O LABTrans/UFRB/CNPq nasceu num contexto de movimentos polticos vivenciados pela lder do grupo, que em 2015, iniciou um processo de transgresso de gnero, passando a se reconhecer e ser reconhecida com a identidade de mulher transgnera. Estes movimentos ganharam eco de alguns discentes incomodados com a gritante desigualdade de gneros na academia, na cincia e na sociedade, marcada, sobretudo, pela invisibilizao e marginalizao das existncias trans e travestis, bem como com a viso essencialista de gnero e sexualidade que orienta a formao em sade. O LABTrans, ento, se construiu com a perspectiva de pensar a integralidade do cuidado sade considerando as dimenses de gneros e sexualidades por um vis interseccional. Dentre as atividades desenvolvidas pelo grupo, destacam-se a realizao da atividade extensionista intitulada Transcine: cinema, gneros, sexualidades e sade, cujo objetivo proporcionar dilogos crtico-reflexivos sobre as questes de gnero e sexualidades que perpassam a sade, a partir da leitura cinematogrfica. Outra atividade o Caf dissidente, que possibilita a participao tanto da comunidade interna do CCS como a externa a qual tem por objetivo criar espaos de conversas e debates, regados por um caf, sobre assuntos e temas que reclamam por dissidncias no campo da Sade e correlatos.

Veja o artigo completo: PDF