Resumo Trabalho

RAINHAS MIRINS E RELAES DE GNERO: INFNCIAS NA FESTA DOS CAMINHONEIROS EM ITABAIANA-SE

Autor(es): MARCOS RIBEIRO DE MELO, MICHELE DE FREITAS FARIAS DE VASCONCELOS

Este artigo problematiza a generificao da infncia, a partir de uma anlise acerca da participao de meninas, entre cinco e nove anos, no concurso de rainha mirim da Festa dos Caminhoneiros na cidade de Itabaiana-SE. O argumento do trabalho o de o concurso um territrio de aprendizagens de gnero, veiculando normas regulatrias e inscrevendo nos corpos das garotas que dele participam modelos do que ser menina/mulher. No entanto, compreende-se que as crianas so sujeitos ativos na relao com o mundo e, neste contexto, interpretam e negociam suas corporeidades e seus papis de gnero. Para a produo de dados, foram realizadas observaes dos ensaios do concurso e produo de dirios de campo. Concomitantemente foram feitas entrevistas com os adultos (mes e organizadores) que participaram do evento. O contato com as crianas foi intermediado pela construo de um caderno de memrias onde, atravs de desenhos, colagens e escritos das meninas participantes, se pudesse ter acesso s compreenses/experincias/sentimentos que elas tinham ao participar do concurso. A anlise dos dados apontou que, alm das dimenses estticas, o concurso atravessado por aspectos mercadolgicos e por vises contraditrias sobre o que infncia. Ele um espao de aprendizagens de gnero, de conformao de corpos infantis a determinadas expectativas de feminilidades que, todavia, so eventualmente borradas pelas crianas. A anlise dos desenhos evidenciou tambm que, para alm de uma competio geradora de ansiedade e tenses, as crianas construam relaes afetivas entre si pautadas numa poltica da amizade.

Veja o artigo completo: PDF