Resumo Trabalho

MICHS E PANELEIROS: DAS IDENTIDADES MARGINAIS EM VIDA BREVE EM TRS FOTOGRAFIAS, DE BERNARDO SANTARENO

Autor(es): SOLANGE SANTOS SANTANA e orientado por PROF. DR. MRCIO RICARDO COELHO MUNIZ e orientado por PROF. DR. MRCIO RICARDO COELHO MUNIZ

A dramaturgia do escritor portugus Bernardo Santareno (1920-1980) se inscreve em pressupostos literrios ps-modernos, porque lida, sob diferentes perspectivas, com as questes de identidades e diferenas. No mbito desse trabalho, em que utilizamos como corpus o texto dramtico santareniano Vida breve em trs fotografias (1979), debruamos sobre os sujeitos representativos da prostituio viril e da homossexualidade, com o intuito de analisar as formas como so construdos na/pela linguagem dramtica e em quais posies de sujeitos eles investem visando a alcanarem (ou no) inteligibilidade cultural e social. Uma vez que os homossexuais e os michs eram criminalizados no espao simblico lusitano, interessa, pois, no s discutir as questes de identidade, de gnero e de sexualidade inerentes aos sujeitos que compem o mundo da prostituio masculina, mas tambm atentar aos processos e s relaes de poder que os empurraram para as margens da sociedade. Para tanto, este trabalho encontra subsdios nos campos tericos dos Estudos literrios, dos Estudos Culturais, dos Estudos de gnero e sexualidades, atentando-se, claro, s especificidades de tempo, espao e s relaes de poder que estruturam as questes de gnero, circunscrevem e possibilitam as constituies identitrias ligadas homossexualidade e prostituio viril.

Veja o artigo completo: PDF