Resumo Trabalho

GAYS NEGROS NA ESCOLA DA ZONA RURAL: TRAJETRIAS MARCADAS PELA HOMOFOBIA.

Autor(es): MARCOS ANDRADE ALVES DOS SANTOS, JOS KASIO BARBOSA DA SILVA, RENATA QUEIROZ MARANHO e orientado por DANIELE GRUSKA BENEVIDES PRATA e orientado por DANIELE GRUSKA BENEVIDES PRATA

Trabalhando a partir do endosso da escola heteronormatividade, compreendemos que o espao escolar especificamente em contextos rurais pode ser um ambiente violento para as subjetividades e corpos que transgridem aos binarismos de gnero e de sexo. Ao analisar a trajetria de estudantes homossexuais negros egressos de uma escola rural do Litoral Oeste do Cear, objetivamos compreender quais tenses marcam as trajetrias destes jovens gays na escola rural, e quais estratgias estes indivduos elaboram quando desejam viver publicamente suas identidades sexuais e de gnero. Esta pesquisa qualitativa foi desenvolvida mediante realizao de entrevistas semi-estruturadas, a partir do trabalho de campo construmos um estudo de caso, de acordo com o contexto pesquisado. Esta pesquisa reflete que a organizao social nas escolas rurais acontece em funo da diferenciao sexual e de gnero. Esta organizao hierarquiza sexualidades, conferindo um lugar privilegiado heterossexualidade enquanto ocupa-se em precarizar e diminuir politicamente a homossexualidade. As trajetrias dos sujeitos investigados recuperam tenses caractersticas vida gay na escola, embora aqui destaquemos experincias na escola rural. Estas demarcam um campo frtil de pesquisa, a homossexualidade nas escolas de zona rural. Os homossexuais pesquisados mostraram que na emergncia da homofobia e do sexismo reinventam suas identidades, construindo alianas com outros grupos diminudos e assim minimizam os efeitos da violncia homofbica.

Veja o artigo completo: PDF