Resumo Trabalho

ABORTO E CONTEXTO DA GRAVIDEZ ENTRE USURIAS DO SUS NO NORDESTE BRASILEIRO

Autor(es): PRISCILA CALMON GARCIA e orientado por GREICE MARIA DE SOUZA MENEZES e orientado por GREICE MARIA DE SOUZA MENEZES

Introduo: Evidncias cientficas comprovam que o abortamento representa um grave problema de sade pblica de grande amplitude e que envolve questes polticas, legais, socioeconmicas e psicolgicas. Apesar de ser considerado um crime contra a vida, a ilegalidade no impede sua ocorrncia, apenas incentiva prticas clandestinas e inseguras. Objetivo: Analisar o contexto da gravidez que resultou em aborto, entre mulheres internadas por abortamento na rede pblica de Salvador, Recife e So Lus, comparando abortos declarados como espontneos e provocados. Mtodos: Projeto integra uma investigao mais ampla, o inqurito GravSus.NE, realizado em dezenove hospitais-maternidades de Recife, Salvador e So Lus, na qual foram entrevistadas 2.808 mulheres. Resultados: Mulheres com aborto provocado eram frequentemente mais jovens, negras e menos instrudas do que aquelas com aborto espontneo. Tambm relataram no querer engravidar ou no pensaram no assunto e usaram mais contraceptivos poca da gravidez do que aquelas com aborto espontneo. Consideraes Finais: Apesar de ser amplamente debatido, ainda h carncia de dados quanto magnitude do aborto em diversos locais do Brasil, devido ao sub-relato de aborto induzido. Estudos de base hospitalar no possibilitam identificar o conjunto das mulheres que abortam e se faz necessrio investigaes populacionais com amostras representativas para estimar a real magnitude do aborto induzido no Brasil e os fatores de risco envolvidos. Importante implementar polticas de ateno integral sade das mulheres, com profissionais de sade mais capacitados e ticos, que respeitem os direitos humanos das mulheres independentemente dos seus preceitos morais e religiosos.

Veja o artigo completo: PDF