Resumo Trabalho

SUBALTERNIDADES: UM ESTUDO INTERSECCIONAL DO SILENCIAMENTO DA MULHER NEGRA NO FEMINISMO PS-COLONIAL.

Autor(es): JOSEMEIRE FERREIRA ANDRADE e orientado por ZELINDA BARROS e orientado por ZELINDA BARROS

O presente artigo traz a reflexo da interseccionalidade de gnero, raa e classe em um recorte do feminismo negro no ps- colonialismo, uma perspectiva na crtica de tericos como Spivak, Bahi, Kimberle Cresnshaw e Llia Gonzlez, escrevem sobre as questes intersecionais de gnero, raa e classe, e as quais elenco como provedora de um silenciamento histrico das mulheres negras. Em uma anlise do filme Moolaad de Ousmane Sembne cineasta Senegals que apresenta as violncias sofridas pelas mulheres africanas em um povoado na Nigria a partir da apresentao da tradio religiosa a mutilao genital como forma de violao dos direitos da mulher no que tange os direitos de decidir sobre seu corpo e fala. Apresento as escritoras feministas negras que abordam em suas produes literrias tais violncias de gnero como as de Conceio Evaristo em Insubmissas lgrimas de mulheres, Cidinha da Silva, Suely Carneiro, Cristiane Sobral, elencando um elo entre as violncias e opresses da realidade demonstradas em seus textos ficcionais baseados no cotidiano que ocasionam o silenciamento que insiste em imprimir historicamente as mazelas do colonialismo e colocar a mulher negra em posio de subalternidade e invisibilidade.

Veja o artigo completo: PDF