Resumo Trabalho

[...] NEGO E VIADO. COMO PODE ISSO? : SEM DIREITO DE VIVER OS DESEJOS FORA DAS NORMAS

Autor(es): RITA DE CSSIA SANTOS CRTES e orientado por MARCOS LOPES DE SOUZA e orientado por MARCOS LOPES DE SOUZA

O texto um fragmento de um estudo maior resultado de uma dissertao de mestrado apresentado em 13 de maio de 2017. O objetivo foi compreender os discursos que emergem na produo das homossexualidades com base nas narrativas de um estudante gay, negro e de classe pobre. Esta investigao se insere em bases terico-metodolgicas de autores/as que esto inscritos na vertente ps-crtica, com afinao no ps-estruturalismo. Na construo dos dados foi empregada a entrevista narrativa, acrescentada de um relato autobiogrfico. Para a anlise, optou-se por operar com os discursos conforme a viso foucaultiana, cujo autor traz o pensamento de que os discursos se organizam em torno do saber e este se relaciona com o poder, produzindo sujeitos discursivos. O sujeito entrevistado salientou que gostaria que seu nome real fosse utilizado, ao invs de ser criado um nome fictcio para referir-se a ele. Ele se nomeia Renato, nasceu em 1997 na capital do Rio de Janeiro, primognito de uma famlia de 5 irmos. Neste estudo percebeu-se que alguns marcadores tnicos como origem e raa entrelaados com outros de gnero e sexualidade colocam-no em determinados lugares, como o de homem, gay, negro, carioca, da periferia e de classe popular. Nas experincias narradas foram constatadas tenses desde a mais tenra idade pelo fato de Renato apresentar uma performance de gnero que escapa ao modelo normativo de masculinidade e o aproxima de um esteretipo da homossexualidade, inclusive ele vai percebendo que essa produo discursiva sobre o seu corpo o coloca como desviante.

Veja o artigo completo: PDF