Resumo Trabalho

UMA ANÁLISE DAS QUESTÕES DE TRIGONOMETRIA NO ENEM CONSIDERANDO HABILIDADES, COMPETÊNCIAS E CONTEÚDO

Autor(es): KÍSSIA CARVALHO, UELISON MENEZES DA SILVA, IGOR DE SOUZA PEREIRA, ADRIANA MARY DE CARVALHO AZEVEDO e orientado por FRANCISCO AURELIANO VIDAL

Este trabalho é parte de uma pesquisa maior que analisa as questões de Geometria e Trigonometria no ENEM e no ENADE, desenvolvida pelo Grupo de Pesquisa Cajazeirense de Matemática do IFPB-CZ. Neste artigo, especificamente, é apresentado um estudo que analisa a abordagem das questões de Trigonometria no ENEM, considerando a medição dos conhecimentos de conteúdos contidos nos livros didáticos selecionados no PNLD e testando habilidades e competências que devem ser desenvolvidas seguindo as instruções dos PCNs+. Para tanto foi feito um levantamento das questões de Trigonometria do ENEM de 2009 a 2017, classificando-as quanto ao conteúdo nos níveis: Básico, Médio e Avançado. Como também em relação as habilidades e competências nos níveis: Parcial, Mediano e Integral. Foi observado que grande parte das questões são de nível Básico e Médio quanto ao conteúdo e Parcial quando se refere as habilidades e competências. Assim como foi detectado a ausência de conteúdos de nível Avançado como também de nível Integral. Grande parte das questões são classificadas como nível Básico e Parcial. Esse baixo nível de conhecimento exigido em Trigonometria nas provas do ENEM, pode ser uma das causas das dificuldades dos alunos dos cursos superiores na área de Ciências Exatas em disciplinas como Cálculo e Física.

Veja o artigo completo: PDF