Resumo Trabalho

ESTRUTURA PRODUTIVA: O NORDESTE BRASILEIRO NO SÉCULO XXI

Autor(es): ANTONIO JALDESMAR DA COSTA, MARIA DANIELE CRUZ DOS SANTOS, FRANCISCO DO O' DE LIMA JÚNIOR, ALDINEIDE ALVES DE OLIVEIRA

O presente trabalho objetiva discutir a respeito da estrutura produtiva do Nordeste e do semiárido brasileiro nos anos 2000, buscando evidenciar os setores da agropecuária, indústria e serviços conformada em seus espaços no presente século. Para tanto, foi identificado as concentrações produtivas das empresas através do ICN (Índice de Concentração Normalizado) para a região Nordeste, utilizando os grupos CNAE 2.0 de atividades econômicas e para o semiárido destacou-se a elaboração de mapas temáticos, ambos utilizando dados extraídos do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. O ICN fora construído com a junção de três indicadores locacionais usados na literatura econômica regional: O QL (Quociente Locacional), IHH (índice de Hirschmann-Herfindahl) e o PR (Participação Relativa). Os mapas foram construídos com o software livre QGIS versão 2.18.10, além da utilização de bibliografias sobre o ordenamento espacial das estruturas políticas e econômicas no mundo e no Brasil. Para isso, esta pesquisa valeu-se de instrumentos estatísticos que apresenta alguns de seus resultados. Portanto, pode-se inferir que há uma predominância de empresas no setor de serviços em boa parte dos municípios semiárido brasileiro e que na região do Nordeste a alta concentração desse setor segue a tendência nacional, ou seja, potenciais não faltam para aproveitar o espaço sem perder as características centrais.

Veja o artigo completo: PDF