Resumo Trabalho

NA CONTRA MÃO SOCIAL: QUEM SÃO ESSES?

Autor(es): LINDALVA FREIRE

Este artigo tem por objetivo discutir a formação das identidades regionais e a questão do preconceito geográfico que não respeita as especificidades regionais, como se o sucesso ou insucesso dos sujeitos fossem determinados pela região na qual nascem. O que se percebe é um país que não conseguiu a liberdade tão idealizada pela Lei Áurea; pois a escravidão mudou a forma, nela está não os negros, mas a minoria excluída, dizimada pela falta de oportunidade, num país marcado pelas desigualdades sociais, onde o povo é manipulado de forma vergonhosa, deixando-se manejar pela engenhosidade daqueles que nasceram para deter nas mãos poder, destinados a comandar com pulso firme e corrupto o destino daqueles que não conseguem se ver como gente, pois se permitem ser coisificados. A “elite do atraso” precisa manter as estruturas para que continue o caos social e o povo não se perceba como arqueiro que tem nas mãos a “flecha” que poderia transformar o panorama político, social e econômico do país.

Veja o artigo completo: PDF