Resumo Trabalho

ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE A INFLUÊNCIA DOS PROBLEMAS AMBIENTAIS NA PRÁTICA DA ATIVIDADE AGRÍCOLA NA REGIÃO NORDESTE DO BRASIL COM BASE NOS DADOS DA PESQUISA MUNIC 2002.

Autor(es): FRANCISCO DANIEL FERREIRA DA COSTA

O Brasil possui grande dimensão territorial e uma diversidade ambiental muito heterogênea. Estas características fazem com que o meio ambiente apresente diferenças bastante acentuadas de uma região para outra. Alguns ambientes são considerados mais vulneráveis do que outros, principalmente a ação humana, como é o caso do ambiente semiárido, que predomina em grande parte da região Nordeste do Brasil. Outros têm sua vulnerabilidade relacionada aos modelos e técnicas agrícolas inerentes a cada região. O presente trabalho tem o objetivo de tecer algumas considerações acerca dos problemas ambientais que afetam a prática da agricultura nos estados nordestinos com base nos resultados gerados pela Pesquisa de Informações Básicas Municipais – MUNIC 2002. O objetivo principal é criar um quadro comparativo dos problemas ambientais que afetam negativamente na prática da atividade agrícola no Nordeste em relação às outras regiões brasileiras. Os resultados apontam uma maior incidência na região semiárida do Nordeste, de problemas ambientais que dificultaram ou causaram prejuízos a atividade agrícola, relacionadas com o clima e solo característicos desta região tais como: a salinização, escassez hídrica e desertificação; constatou-se também que a incidência destes problemas ambientais variavam de um Estado a outro, nem sempre apresentando relação direta com as severas características próprias da região.

Veja o artigo completo: PDF