Resumo Trabalho

APL DE LEITE NO SEMIÁRIDO PARAIBANO: O HISTÓRICO DO MELHORAMENTO GENÉTICO E PROGRAMAS DE INCENTIVOS PARA A PRODUÇÃO DA MATRIZ LEITEIRA

Autor(es): ISABEL LAUSANNE FONTGALLAND

Discutir as possibilidades de produção de leite no semiárido paraibano nunca foi tão vantajoso. O gigantesco market-share ligado a um extensivo progresso tecnológico local representa ganhos de qualidade, e de expansão do número de participantes das cooperativas de leite no semiárido paraibano. O melhoramento genético de raças, favoráveis a pecuária leiteira da Paraíba, representou um ganho de produtividade e de qualidade inigualáveis através do programa balde cheio. A priori o programa beneficiou a região sudeste do Brasil mas depois fora apoiado pelo SEBRAE e transformou-se num programa nacional. Neste estudo, apresentaremos uma discussão simplificada da matriz de leiteira da Paraíba e a possibilidade de retorno dessa atividade em termos de produtividade em municípios do agreste paraibano. A metodologia utilizada foi a de estudo de casos combinadas a revisão bibliográfica e exploratória de dados provenientes do SEBRAE/PB e Banco do Nordeste BB/Fortaleza. Os resultados obtidos demonstram o dinamismo do setor e da capacidade do modus operandi do setor leiteiro no semiárido, levando-se em conta o programa balde cheio. Foram atingidas por essa metodologia inicialmente 14 cidades tendo Campina Grande como o grande expoente através da excelente perspectiva da Cooperativa de leite Cariri. Neste trabalho quisemos debater a eficácia das politicas publicas que impactam na pequena produção familiar.

Veja o artigo completo: PDF