Resumo Trabalho

FORMA√á√ÉO DE LEITORES A PARTIR DO LETRAMENTO LITER√ĀRIO EM SALA DE AULA COM CONTOS AFRICANOS

Autor(es): AMANDA ALMEIDA ALENCAR DE SOUZA

O texto trabalhado em sala como perspectiva de forma√ß√£o leitora e do letramento liter√°rio √© fundamental como pr√°tica escolar e experi√™ncia de leitura compartilhada. As atividades de leitura precisam ter notoriedade em manifesta√ß√Ķes culturais escolares, atrav√©s de pr√°ticas liter√°rias e efetiva leitura dos textos; promovendo conhecimento, criatividade, prazer, forma√ß√£o cultural do aluno, al√©m de contribuir com a prepara√ß√£o de alunos como leitores-protagonistas e de professores como leitores-mediadores. Com o intuito de favorecer a apreens√£o da dimens√£o est√©tica do texto liter√°rio referente √† cultura afro-brasileira e criando momentos de frui√ß√£o e deleite, a partir da partilha de narrativas liter√°rias, a proposta de Cosson (2006) contribui para que a sala de aula se torne um espa√ßo de contato com o universo liter√°rio, trazendo a literatura como experi√™ncia, e n√£o como um conte√ļdo avaliativo. Dessa forma, √© poss√≠vel explorar o aspecto fruitivo dos textos que abordam elementos da cultura afrodescendente e as possibilidades de gerar empatia e reflex√£o perante uma obra de arte. A partir desse modelo de letramento, tendo como eixo a colet√Ęnea de contos do livro ¬ďOlhos d¬í√°gua¬Ē, de Concei√ß√£o Evaristo, cuja abordagem envolve a contextualiza√ß√£o das dificuldades e conflitos enfrentados pela popula√ß√£o afro-brasileira, esse material colabora para (re)constru√ß√£o do universo liter√°rio em sala de aula. A proposta com os contos de Concei√ß√£o Evaristo √© motivar e fazer com que a intera√ß√£o com o texto aconte√ßa entre todos os participantes, construindo com os alunos um repert√≥rio sociocultural de textos que retratam as ang√ļstias e os problemas enfrentados diariamente por afrodescendentes.

Veja o artigo completo: PDF