Resumo Trabalho

AS TECNOLOGIAS SOCIAIS COMO PR√ĀTICAS MITIGADORAS DOS PROBLEMAS SOCIOAMBIENTAIS DO SEMI√ĀRIDO NORDESTINO: CASO DAS CISTERNAS DE PLACAS

Autor(es): FERNANDO DE OLIVEIRA FREIRE e orientado por MARIA DO SOCORRO DA SILVA BATISTA

As tecnologias sociais s√£o uma realidade no semi√°rido nordestino, elas s√£o fruto do conhecimento emp√≠rico do sertanejo, tendo sua efetividade na resolu√ß√£o de muitos dos problemas socioambientais da regi√£o reconhecida e certificada por √≥rg√£os t√©cnicos e fomentadores, a exemplo da Funda√ß√£o Banco do Brasil. Tradicionalmente, o homem/mulher do sert√£o nordestino retira do campo, atrav√©s da agricultura, pecu√°ria, pesca e extrativo o sustento para suas fam√≠lias, no entanto, as intemp√©ries ocasionadas pelos sucessivos per√≠odos de escassez h√≠drica t√™m ocasionado desafios de ordem social, econ√īmica e ambiental para os atores dessa realidade. Frente a essa realidade, a√ß√Ķes criativas e organizadas sob a √©gide da sustentabilidade socioambiental v√™m estabelecendo uma nova cultura para o sert√£o - a da conviv√™ncia com o Semi√°rido - onde a conjun√ß√£o de t√©cnicas inovadoras e de novos arranjos sociais organizados t√™m protagonizado experi√™ncias exitosas de conv√≠vio nessa faixa do Brasil e nesse contexto destacam-se as tecnologias sociais. Nessa ceara, este trabalho se prop√Ķe abordar a as tecnologias sociais como pr√°ticas mitigadoras dos problemas socioambientais do semi√°rido nordestino, enfatizando os feitos da tecnologia cisternas de placas. Para a realiza√ß√£o desse estudo, utilizou-se como metodologia a revis√£o bibliogr√°fica, bem como a an√°lise documental. Como m√©todo, recorreu-se ao estudo de caso ao elencar os resultados da pol√≠tica de implanta√ß√£o de cisternas no Semi√°rido nordestino. Como resultado deste trabalho, compreendemos que as cisternas de placas se efetivaram como pol√≠tica p√ļblica e vem tra√ßando novos arranjos socioambientais para a regi√£o.

Veja o artigo completo: PDF