Resumo Trabalho

A EDUCA√á√ÉO PARA AS RELA√á√ēES √ČTNICO-RACIAIS E A FORMA√á√ÉO DE PROFESSORES NA FAFIDAM/UECE

Autor(es): CAMILA DA SILVA PEREIRA

O debate sobre cultura africana e afro-brasileira, na educa√ß√£o b√°sica e no ensino superior, esteve reduzido nos curr√≠culos e materiais did√°ticos pelo modelo de ensino euroc√™ntrico do Brasil. No in√≠cio do s√©culo XX a tem√°tica emerge, sobretudo, a partir das lutas mediadas pelo Movimento Negro Unificado devendo ser inserido, obrigatoriamente, nos curr√≠culos de educa√ß√£o b√°sica, o ensino de Hist√≥ria e Cultura Afro-brasileira com base na Lei 10.639/2003 e no ensino superior segundo a Resolu√ß√£o n¬ļ 1, de 17 de junho de 2004 do Conselho Nacional de Educa√ß√£o. O trabalho analisa como as tem√°ticas de Hist√≥ria e Cultura Afro-brasileira e Africana vem sendo inseridas nos cursos de licenciatura em Geografia e Hist√≥ria da Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Matos FAFIDAM/UECE. Realizamos levantamento bibliogr√°fico, coleta de dados secund√°rios junto a √≥rg√£os oficiais, an√°lise do Projeto Pol√≠tico dos cursos de Geografia e Hist√≥ria da FAFIDAM e entrevistas semiestruturadas com professores. Ainda que pontualmente, a tem√°tica se revela nas pr√°ticas curriculares de alguns professores pesquisados. Embora existam disciplinas, em ambos os cursos, que permitem o aprofundamento da discuss√£o, a exemplo da intitulada ¬ďHist√≥ria da Cultura Afro-Brasileira¬Ē no curso de Hist√≥ria, ainda h√° dificuldades de inser√ß√£o no processo formativo de professores, sobretudo, na Geografia. A proposta de educa√ß√£o para as rela√ß√Ķes √©tnico-raciais, prevista na Lei 10.639/2003, aponta a necessidade de reelabora√ß√£o te√≥rico-metodol√≥gica do ensino para a valoriza√ß√£o da diversidade cultural, al√©m de oportunizar a reflex√£o sobre a import√Ęncia de discutir, no processo formativo de professores, quest√Ķes negligenciadas e, √†s vezes, erroneamente apresentadas nos materiais did√°ticos.

Veja o artigo completo: PDF