Resumo Trabalho

O FEN√ĒMENO INTERJEI√á√ÉO E SUAS IMPLICA√á√ēES PARA O ENSINO DE L√ćNGUA PORTUGUESA

Autor(es): LUANA J√ĀRDILA DOS SANTOS ESTEV√ÉO

Considerando que o fen√īmeno interjei√ß√£o √© reconhecidamente vivo, efetivo e ativo na linguagem de todos os falantes, e tendo em vista que a linguagem √© a express√£o pela qual o homem consegue se constituir, objetivamos, no presente artigo, adotar e entender as interjei√ß√Ķes como um fen√īmeno lingu√≠stico, considerando que ele possibilita ao homem externalizar suas emo√ß√Ķes em diversas situa√ß√Ķes comunicativas. O trabalho em quest√£o assume como orienta√ß√£o te√≥rico metodol√≥gica principal a Lingu√≠stica Funcional Centrada no Uso (LFCU). De natureza descritiva, com abordagem qualitativa, procedimentos bibliogr√°ficos e m√©todo dedutivo, este trabalho teve como suporte alguns pesquisadores, tais como Keske (2006), Perini (1997) e Tomazetto (2012). O corpus de an√°lise se constitui de trechos de conversas retirados do Banco Conversacional de Natal (2011), que √© constitu√≠do de amostras de l√≠ngua em uso. Os dados preliminares apontam para a import√Ęncia da abordagem da interjei√ß√£o no ensino de l√≠ngua portuguesa, possibilitando aos alunos entenderem sua relev√Ęncia n√£o apenas como mais uma classe gramatical a ser estudada. Dessa forma, constatamos que o fen√īmeno interjei√ß√£o se realiza na enuncia√ß√£o, validando a capacidade de expressar atitudes afetivas e emocionais dos falantes, ficando evidente a import√Ęncia da situa√ß√£o comunicativa como fator determinante para sua interpreta√ß√£o.

Veja o artigo completo: PDF