Artigo E-book 1: I CONIMAS e III CONIDIS/2019

E-books

ISBN: 978-65-86901-10-8 

Visualizações: 304
PRODUÇÃO DE MUDAS DE MYRACRODRUON URUNDEUVA ALLEMÃO VIA MICROPROPAGAÇÃO: UMA ALTERNATIVA PARA CONSERVAÇÃO DA ESPÉCIE

Palavra-chaves: CAATINGA, CULTIVO IN VITRO, AROEIRA, CITOCININAS, VEDAÇÃO E-book AT 03: Sistemas de Produção

Resumo

ALTERNATIVAS PARA O USO SUSTENTÁVEL DOS RECURSOS VEGETAIS SÃO IMPORTANTES PARA A CONSERVAÇÃO E NESSE SENTIDO, O CULTIVO IN VITRO DE PLANTAS É UMA FERRAMENTA IMPRESCINDÍVEL PARA AÇÕES DE CONSERVAÇÃO, POSSIBILITANDO A PRODUÇÃO DE MUDAS PARA REFLORESTAMENTO E RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS. DIÁSPOROS DE AROEIRA FORAM INOCULADOS EM MEIO MS E WPM COM 100% E 50% DA FORÇA IÔNICA DURANTE 45 DIAS. NA ETAPA DE MULTIPLICAÇÃO, FOI AVALIADA A INFLUÊNCIA DAS CITOCININAS: 6-BENZILAMINOPURINA, THIDIAZURON E CINETINA NAS CONCENTRAÇÕES DE 4,5 E 9 ?MOL.L-1. EM OUTRO EXPERIMENTO DE MULTIPLICAÇÃO FOI AVALIADA A INFLUÊNCIA DO TIPO DE EXPLANTE (APICAL, MEDIANO E COTILEDONAR) E A VEDAÇÃO (TOTAL E PARCIAL). AO FINAL DOS EXPERIMENTOS AVALIOU-SE O CRESCIMENTO E O DESENVOLVIMENTO DAS BROTAÇÕES. OS DADOS FORAM SUBMETIDOS À ANOVA E COMPARADOS PELO TESTE DE TUKEY (P ≤ 0,05). MAIOR PERCENTUAL DE GERMINAÇÃO, NÚMERO DE FOLHAS, GEMAS, ALTURA DA PARTE AÉREA E COMPRIMENTO RADICULAR FORAM OBSERVADOS NAS PLÂNTULAS CULTIVADAS NO MEIO WPM COM 50% DA FORÇA IÔNICA. AS CONCENTRAÇÕES DAS CITOCININAS TESTADAS NÃO FAVORECERAM A PRODUÇÃO DE MUDAS DE AROEIRA IN VITRO, PROPORCIONANDO APENAS CALOGÊNESE E OXIDAÇÃO DOS EXPLANTES. OS EXPLANTES RESPONDERAM DE MANEIRA DIFERENTE, SENDO OS EXPLANTES DAS REGIÕES APICAL E MEDIANA OS MAIS PROMISSORES PARA A PRODUÇÃO DE MUDAS. A VEDAÇÃO PARCIAL FAVORECEU O AUMENTO DO NÚMERO DE FOLHAS E GEMAS. DIANTE DOS RESULTADOS CONCLUI-SE QUE O MEIO ½ WPM É INDICADO PARA O ESTABELECIMENTO DE DIÁSPOROS DE MYRACRODRUON URUNDEUVA E OS SEGMENTOS APICAIS E MEDIANOS SÃO MAIS RESPONSIVOS NA MULTIPLICAÇÃO IN VITRO.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.