Artigo Anais I CINTEDI

ANAIS de Evento

ISSN: 2359-2915

A UTILIZAÇÃO DE MATERIAIS ALTERNATIVOS NO ENSINO DE QUÍMICA: UMA PROPOSTA PARA ALUNOS SURDOS

Palavra-chaves: MATERIAIS ALTERNATIVOS, QUÍMICA, SURDOS Pôster (PO) EDUCAÇÃO DE SURDOS
"2014-12-02 23:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 8466
    "edicao_id" => 25
    "trabalho_id" => 255
    "inscrito_id" => 906
    "titulo" => "A UTILIZAÇÃO DE MATERIAIS ALTERNATIVOS NO ENSINO DE QUÍMICA: UMA PROPOSTA PARA ALUNOS SURDOS"
    "resumo" => "A utilização de vários recursos didáticos é bastante empregada no ensino de química por possuir relevante importância no ensino, facilitando a aprendizagem e trazendo benefícios não só para os alunos, bem como para professores de forma a aperfeiçoar sua prática docente. Exemplo de recurso didático são os materiais de baixo custo utilizados nas aulas práticas de química e até em aulas expositivas. A partir disso, percebe-se a necessidade de utilizar formas alternativas de ensino visando despertar o interesse, raciocínio e melhorar a compreensão dos conteúdos. Neste trabalho apresenta-se uma proposta de apoio, desenvolvida por graduandos do curso de Licenciatura em Química do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba – IFPB – Campus Sousa, por intermédio do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação a Docência (PIBID) sobre funções inorgânicas e ligações químicas, escopo ministrado no ensino médio, produzido a partir de materiais alternativos: um jogo didático que complementou as aulas expositivas e melhorou a interação entre os alunos e professor da disciplina. O instrumento pode ainda ser utilizado para contribuir e melhorar a compreensão de alunos surdos por estimular a visão, uma vez que esta comunidade apresenta uma característica específica por ser visual, assumindo a visão como eixo central do processo ensino-aprendizagem. Apesar de existir lacunas no ensino dos surdos na educação regular, já que muitas das metodologias adotadas pelos docentes não são direcionados a inclusão, é proposta a consideração de um método direcionado para o ensino de Química, melhorando o processo ensino-aprendizagem nas escolas inclusivas. O recurso didático empregado se trata de um painel em que são utilizados diversos imãs para representar os elementos químicos e os elétrons com cores e tamanhos diversos. Tal recurso pode ser aplicado nas aulas de química, facilitando a compreensão de maneira tátil e visual para os que não podem ouvir a explicação do professor. Objetiva-se compreender o impacto do recurso visual no processo de ensino-aprendizagem dos alunos surdos no ensino regular e especializado da cidade de Sousa na Paraíba."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "EDUCAÇÃO DE SURDOS"
    "palavra_chave" => "MATERIAIS ALTERNATIVOS, QUÍMICA, SURDOS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_4datahora_29_10_2014_11_12_39_idinscrito_906_70390d7cd0db92246afd482bb1e68cc4.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:55"
    "updated_at" => "2020-06-09 18:57:51"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "GIOVANNA DE FÁTIMA ABRANTES OLIVEIRA"
    "autor_nome_curto" => "GIOVANNA"
    "autor_email" => "agnovani@gmail.com"
    "autor_ies" => "IFPB"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-cintedi"
    "edicao_nome" => "Anais I CINTEDI"
    "edicao_evento" => "Congresso Internacional de Educação Inclusiva"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/cintedi/2014"
    "edicao_logo" => "5e49fa1743288_16022020232735.png"
    "edicao_capa" => "5f183dd42813b_22072020102332.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-12-02 23:00:00"
    "publicacao_id" => 21
    "publicacao_nome" => "Anais do Congresso Internacional de Educação e Inclusão - CINTEDI"
    "publicacao_codigo" => "2359-2915"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 8466
    "edicao_id" => 25
    "trabalho_id" => 255
    "inscrito_id" => 906
    "titulo" => "A UTILIZAÇÃO DE MATERIAIS ALTERNATIVOS NO ENSINO DE QUÍMICA: UMA PROPOSTA PARA ALUNOS SURDOS"
    "resumo" => "A utilização de vários recursos didáticos é bastante empregada no ensino de química por possuir relevante importância no ensino, facilitando a aprendizagem e trazendo benefícios não só para os alunos, bem como para professores de forma a aperfeiçoar sua prática docente. Exemplo de recurso didático são os materiais de baixo custo utilizados nas aulas práticas de química e até em aulas expositivas. A partir disso, percebe-se a necessidade de utilizar formas alternativas de ensino visando despertar o interesse, raciocínio e melhorar a compreensão dos conteúdos. Neste trabalho apresenta-se uma proposta de apoio, desenvolvida por graduandos do curso de Licenciatura em Química do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba – IFPB – Campus Sousa, por intermédio do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação a Docência (PIBID) sobre funções inorgânicas e ligações químicas, escopo ministrado no ensino médio, produzido a partir de materiais alternativos: um jogo didático que complementou as aulas expositivas e melhorou a interação entre os alunos e professor da disciplina. O instrumento pode ainda ser utilizado para contribuir e melhorar a compreensão de alunos surdos por estimular a visão, uma vez que esta comunidade apresenta uma característica específica por ser visual, assumindo a visão como eixo central do processo ensino-aprendizagem. Apesar de existir lacunas no ensino dos surdos na educação regular, já que muitas das metodologias adotadas pelos docentes não são direcionados a inclusão, é proposta a consideração de um método direcionado para o ensino de Química, melhorando o processo ensino-aprendizagem nas escolas inclusivas. O recurso didático empregado se trata de um painel em que são utilizados diversos imãs para representar os elementos químicos e os elétrons com cores e tamanhos diversos. Tal recurso pode ser aplicado nas aulas de química, facilitando a compreensão de maneira tátil e visual para os que não podem ouvir a explicação do professor. Objetiva-se compreender o impacto do recurso visual no processo de ensino-aprendizagem dos alunos surdos no ensino regular e especializado da cidade de Sousa na Paraíba."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "EDUCAÇÃO DE SURDOS"
    "palavra_chave" => "MATERIAIS ALTERNATIVOS, QUÍMICA, SURDOS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_4datahora_29_10_2014_11_12_39_idinscrito_906_70390d7cd0db92246afd482bb1e68cc4.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:55"
    "updated_at" => "2020-06-09 18:57:51"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "GIOVANNA DE FÁTIMA ABRANTES OLIVEIRA"
    "autor_nome_curto" => "GIOVANNA"
    "autor_email" => "agnovani@gmail.com"
    "autor_ies" => "IFPB"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-cintedi"
    "edicao_nome" => "Anais I CINTEDI"
    "edicao_evento" => "Congresso Internacional de Educação Inclusiva"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/cintedi/2014"
    "edicao_logo" => "5e49fa1743288_16022020232735.png"
    "edicao_capa" => "5f183dd42813b_22072020102332.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-12-02 23:00:00"
    "publicacao_id" => 21
    "publicacao_nome" => "Anais do Congresso Internacional de Educação e Inclusão - CINTEDI"
    "publicacao_codigo" => "2359-2915"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 02 de dezembro de 2014

Resumo

A utilização de vários recursos didáticos é bastante empregada no ensino de química por possuir relevante importância no ensino, facilitando a aprendizagem e trazendo benefícios não só para os alunos, bem como para professores de forma a aperfeiçoar sua prática docente. Exemplo de recurso didático são os materiais de baixo custo utilizados nas aulas práticas de química e até em aulas expositivas. A partir disso, percebe-se a necessidade de utilizar formas alternativas de ensino visando despertar o interesse, raciocínio e melhorar a compreensão dos conteúdos. Neste trabalho apresenta-se uma proposta de apoio, desenvolvida por graduandos do curso de Licenciatura em Química do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba – IFPB – Campus Sousa, por intermédio do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação a Docência (PIBID) sobre funções inorgânicas e ligações químicas, escopo ministrado no ensino médio, produzido a partir de materiais alternativos: um jogo didático que complementou as aulas expositivas e melhorou a interação entre os alunos e professor da disciplina. O instrumento pode ainda ser utilizado para contribuir e melhorar a compreensão de alunos surdos por estimular a visão, uma vez que esta comunidade apresenta uma característica específica por ser visual, assumindo a visão como eixo central do processo ensino-aprendizagem. Apesar de existir lacunas no ensino dos surdos na educação regular, já que muitas das metodologias adotadas pelos docentes não são direcionados a inclusão, é proposta a consideração de um método direcionado para o ensino de Química, melhorando o processo ensino-aprendizagem nas escolas inclusivas. O recurso didático empregado se trata de um painel em que são utilizados diversos imãs para representar os elementos químicos e os elétrons com cores e tamanhos diversos. Tal recurso pode ser aplicado nas aulas de química, facilitando a compreensão de maneira tátil e visual para os que não podem ouvir a explicação do professor. Objetiva-se compreender o impacto do recurso visual no processo de ensino-aprendizagem dos alunos surdos no ensino regular e especializado da cidade de Sousa na Paraíba.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.