Artigo Anais I CINTEDI

ANAIS de Evento

ISSN: 2359-2915

EDUCAÇÃO INCLUSIVA: LIGAÇÕES COVALENTES COMO ESTRATÉGIA DE ENSINO DE QUÍMICA PARA ALUNOS SURDOS

Palavra-chaves: EDUCAÇÃO INCLUSIVA, ENSINO DE QUÍMICA, ESTRATÉGIAS DE ENSINO Pôster (PO) EDUCAÇÃO DE SURDOS
"2014-12-02 23:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 8716
    "edicao_id" => 25
    "trabalho_id" => 472
    "inscrito_id" => 303
    "titulo" => "EDUCAÇÃO INCLUSIVA: LIGAÇÕES COVALENTES COMO ESTRATÉGIA DE ENSINO DE QUÍMICA PARA ALUNOS SURDOS"
    "resumo" => "A química quando atuante no ramo industrial favorece o surgimento de produtos que trazem benefícios para a nossa vida, como a penicilina. Esses compostos naturais tornam possível a reprodução sintética em laboratórios, o que auxilia no tratamento – e até mesmo na cura de várias doenças. Como resultado dessas descobertas, a expectativa de vida aumentou. Contudo, esses compostos químicos não atuam apenas na medicina, senão em outras áreas também, afinal, são várias as possibilidades de criações, como por exemplo: o desenvolvimento de novos combustíveis, o náilon, tintas etc. Porém, o desenvolvimento dos processos químicos industriais não geraram apenas benefícios, senão também, malefícios e por uma questão simples: o descarte inadequado das embalagens, das substancias e dos produtos químicos em si gerando a poluição ambiental. Pensando nisso, os profissionais dessa área têm desenvolvido alguns projetos que solucionassem os problemas sendo o mais claro e mais plausível o ensino de química nas escolas associado às experiências químicas, ou seja, o ensino não apenas cognitivo, senão também empírico e reflexivo. Porém, ainda que nas escolas o ensino de química como matéria escolar tenha sofrido algumas alterações, o que resulta em alunos mais conscientes do ciclo químico dos elementos que usamos cotidianamente, alguns deles ficam de fora: os surdos. Cremos que as escolas regulares ainda não têm o seu corpo docente habilitado a ensinar ao aluno surdo de forma que a ele seja passado a mesma profundidade do conhecimento que está sendo dado aos alunos ouvintes. Nosso objetivo é, então, apresentar alguns problemas que o aluno surdo apresenta quanto à aprendizagem e sugerir algumas práticas pedagógicas (inclusivas) que o faça sentir-se parte do grupo. Basearemos nosso estudo em estudiosos da área da Educação para Surdos, tais como: Quadros, Karnopp e Sacks."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "EDUCAÇÃO DE SURDOS"
    "palavra_chave" => "EDUCAÇÃO INCLUSIVA, ENSINO DE QUÍMICA, ESTRATÉGIAS DE ENSINO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_4datahora_02_11_2014_13_26_33_idinscrito_303_eb4649c34549361ac733d681cf674a3d.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:55"
    "updated_at" => "2020-06-09 18:57:52"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "JOSEANE TAVARES BARBOSA"
    "autor_nome_curto" => "JOSEANE"
    "autor_email" => "joseane.tb@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UEPB"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-cintedi"
    "edicao_nome" => "Anais I CINTEDI"
    "edicao_evento" => "Congresso Internacional de Educação Inclusiva"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/cintedi/2014"
    "edicao_logo" => "5e49fa1743288_16022020232735.png"
    "edicao_capa" => "5f183dd42813b_22072020102332.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-12-02 23:00:00"
    "publicacao_id" => 21
    "publicacao_nome" => "Anais do Congresso Internacional de Educação e Inclusão - CINTEDI"
    "publicacao_codigo" => "2359-2915"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 8716
    "edicao_id" => 25
    "trabalho_id" => 472
    "inscrito_id" => 303
    "titulo" => "EDUCAÇÃO INCLUSIVA: LIGAÇÕES COVALENTES COMO ESTRATÉGIA DE ENSINO DE QUÍMICA PARA ALUNOS SURDOS"
    "resumo" => "A química quando atuante no ramo industrial favorece o surgimento de produtos que trazem benefícios para a nossa vida, como a penicilina. Esses compostos naturais tornam possível a reprodução sintética em laboratórios, o que auxilia no tratamento – e até mesmo na cura de várias doenças. Como resultado dessas descobertas, a expectativa de vida aumentou. Contudo, esses compostos químicos não atuam apenas na medicina, senão em outras áreas também, afinal, são várias as possibilidades de criações, como por exemplo: o desenvolvimento de novos combustíveis, o náilon, tintas etc. Porém, o desenvolvimento dos processos químicos industriais não geraram apenas benefícios, senão também, malefícios e por uma questão simples: o descarte inadequado das embalagens, das substancias e dos produtos químicos em si gerando a poluição ambiental. Pensando nisso, os profissionais dessa área têm desenvolvido alguns projetos que solucionassem os problemas sendo o mais claro e mais plausível o ensino de química nas escolas associado às experiências químicas, ou seja, o ensino não apenas cognitivo, senão também empírico e reflexivo. Porém, ainda que nas escolas o ensino de química como matéria escolar tenha sofrido algumas alterações, o que resulta em alunos mais conscientes do ciclo químico dos elementos que usamos cotidianamente, alguns deles ficam de fora: os surdos. Cremos que as escolas regulares ainda não têm o seu corpo docente habilitado a ensinar ao aluno surdo de forma que a ele seja passado a mesma profundidade do conhecimento que está sendo dado aos alunos ouvintes. Nosso objetivo é, então, apresentar alguns problemas que o aluno surdo apresenta quanto à aprendizagem e sugerir algumas práticas pedagógicas (inclusivas) que o faça sentir-se parte do grupo. Basearemos nosso estudo em estudiosos da área da Educação para Surdos, tais como: Quadros, Karnopp e Sacks."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "EDUCAÇÃO DE SURDOS"
    "palavra_chave" => "EDUCAÇÃO INCLUSIVA, ENSINO DE QUÍMICA, ESTRATÉGIAS DE ENSINO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_4datahora_02_11_2014_13_26_33_idinscrito_303_eb4649c34549361ac733d681cf674a3d.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:55"
    "updated_at" => "2020-06-09 18:57:52"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "JOSEANE TAVARES BARBOSA"
    "autor_nome_curto" => "JOSEANE"
    "autor_email" => "joseane.tb@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UEPB"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-cintedi"
    "edicao_nome" => "Anais I CINTEDI"
    "edicao_evento" => "Congresso Internacional de Educação Inclusiva"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/cintedi/2014"
    "edicao_logo" => "5e49fa1743288_16022020232735.png"
    "edicao_capa" => "5f183dd42813b_22072020102332.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-12-02 23:00:00"
    "publicacao_id" => 21
    "publicacao_nome" => "Anais do Congresso Internacional de Educação e Inclusão - CINTEDI"
    "publicacao_codigo" => "2359-2915"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 02 de dezembro de 2014

Resumo

A química quando atuante no ramo industrial favorece o surgimento de produtos que trazem benefícios para a nossa vida, como a penicilina. Esses compostos naturais tornam possível a reprodução sintética em laboratórios, o que auxilia no tratamento – e até mesmo na cura de várias doenças. Como resultado dessas descobertas, a expectativa de vida aumentou. Contudo, esses compostos químicos não atuam apenas na medicina, senão em outras áreas também, afinal, são várias as possibilidades de criações, como por exemplo: o desenvolvimento de novos combustíveis, o náilon, tintas etc. Porém, o desenvolvimento dos processos químicos industriais não geraram apenas benefícios, senão também, malefícios e por uma questão simples: o descarte inadequado das embalagens, das substancias e dos produtos químicos em si gerando a poluição ambiental. Pensando nisso, os profissionais dessa área têm desenvolvido alguns projetos que solucionassem os problemas sendo o mais claro e mais plausível o ensino de química nas escolas associado às experiências químicas, ou seja, o ensino não apenas cognitivo, senão também empírico e reflexivo. Porém, ainda que nas escolas o ensino de química como matéria escolar tenha sofrido algumas alterações, o que resulta em alunos mais conscientes do ciclo químico dos elementos que usamos cotidianamente, alguns deles ficam de fora: os surdos. Cremos que as escolas regulares ainda não têm o seu corpo docente habilitado a ensinar ao aluno surdo de forma que a ele seja passado a mesma profundidade do conhecimento que está sendo dado aos alunos ouvintes. Nosso objetivo é, então, apresentar alguns problemas que o aluno surdo apresenta quanto à aprendizagem e sugerir algumas práticas pedagógicas (inclusivas) que o faça sentir-se parte do grupo. Basearemos nosso estudo em estudiosos da área da Educação para Surdos, tais como: Quadros, Karnopp e Sacks.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.