Artigo E-book 1: I CONIMAS e III CONIDIS/2019

E-books

ISBN: 978-65-86901-10-8 

COBERTURA VEGETAL URBANA: PERSPECTIVAS PARA A CONSERVAÇÃO EX SITU

Palavra-chaves: ARBORIZAÇÃO, , ESPÉCIES INVASORAS, , FRAGMENTAÇÃO FLORESTAL, , NATIVAS., E-book AT 09: Espaços, Paisagens e Territórios Publicado em 12 de junho de 2020

Resumo

A ARBORIZAÇÃO PROMOVE BENEFÍCIOS IMENSURÁVEIS ÀS CIDADES, PORÉM ELA É NEGLIGENCIADA DURANTE O PLANEJAMENTO URBANO E A GESTÃO PÚBLICA, QUANTO AO SEU POTENCIAL DE CONTRIBUIR NA CONSERVAÇÃO EX SITU DA VEGETAÇÃO NATIVA. A FALTA DE CONHECIMENTO TÉCNICO E SOBRE O POTENCIAL DAS ESPÉCIES NATIVAS SÃO O MOTIVO DE MUITAS DAS CIDADES BRASILEIRAS NÃO POSSUÍREM UM DIAGNÓSTICO FLORÍSTICO DA ARBORIZAÇÃO LOCAL. A CONSERVAÇÃO EX SITU É UMA DAS ESTRATÉGIAS QUE AUXILIAM NA CONSERVAÇÃO GENÉTICA E A MANUTENÇÃO DE ESPÉCIES AMEAÇADAS, JÁ QUE A SUPRESSÃO DA VEGETAÇÃO FLORESTAL É UM EVENTO CONTÍNUO, POR MEIO DOS PROCESSOS DE FRAGMENTAÇÃO. OS REMANESCENTES QUANDO BEM MANEJADOS PODEM AUXILIAR NA FORMAÇÃO DE CORREDORES ECOLÓGICOS, QUE AO CONECTAREM-SE COM AS ÁREAS URBANAS CONTRIBUEM COM A EDUCAÇÃO AMBIENTAL, LAZER, ENTRE OUTROS. DESSA FORMA, O PRESENTE TRABALHO TEVE COMO OBJETIVO REVISAR SOBRE A IMPLEMENTAÇÃO DA COBERTURA VEGETAL URBANA E SUA RELAÇÃO COM A CONSERVAÇÃO EX SITU DE ÁREAS VERDES, BEM COMO AS PERSPECTIVAS ATUAIS DEFINIDAS PELA LITERATURA. NAS ZONAS URBANAS O USO E INTRODUÇÃO DE ESPÉCIES EXÓTICAS TEM CRESCIDO, OCASIONANDO GRANDES PROBLEMAS ECONÔMICOS, CONSEQUENTEMENTE A PERDA DE BIODIVERSIDADE DE ESPÉCIES NATIVAS. ASSIM, É NECESSÁRIA UMA AVALIAÇÃO MINUCIOSA SOBRE A DIVERSIDADE DE ESPÉCIES UTILIZADAS NO PLANEJAMENTO URBANO, PARA COMPREENDER A DISPONIBILIDADE DOS RECURSOS NAS PAISAGENS URBANAS, BEM COMO PESQUISAS QUE AUXILIEM NA IMPLEMENTAÇÃO DE ESTRATÉGIAS VOLTADAS À CONSERVAÇÃO EX SITU DE ESPÉCIES NATIVAS NAS ÁREAS URBANAS.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.